segunda-feira, 29 de junho de 2009

Namoro


O namoro é uma instituição de relacionamento interpessoal não moderna, que tem como função a experimentação sentimental e/ou sexual entre duas pessoas através da troca de conhecimentos e uma vivência com um grau de comprometimento inferior à do matrimónio. A grande maioria utiliza o namoro como pré-condição para o estabelecimento de um noivado ou casamento, definido este último ato antropologicamente como um o vínculo estabelecido entre duas pessoas mediante o reconhecimento governamental, religioso ou social.
Com a evolução da tecnologia, já é comum encontrar casos de pessoas cujo namoro se dá através das modernas formas de telecomunicações, como o telefone ou a Internet. Assim, sendo, casais podem namorar apesar de estarem em estados, países ou continentes distintos
O namoro é uma forma de convivência, onde duas pessoas que se gostam passam bastante tempo juntas. Não existe idade certa para começar a namorar, porque as pessoas são diferentes umas das outras e cada uma sente o momento certo para iniciar esta experiência. As razões para namorar podem ser diversas: amor, atração física, companheirismo, curiosidade, afinidades diversas, etc... Mas o fato é que, uma vez iniciado o namoro, surge uma boa oportunidade para conhecer melhor o outro, para fazer a descoberta do verdadeiro outro. Durante o tempo de namoro, o amor se desenvolve e se aperfeiçoa.
Todos nós temos “duas facetas” de nosso ser. Uma é nosso o jeito que nos vestimos, o como parecemos. A nossa outra "faceta”, é o como somos, “de verdade”, o nosso “por dentro" (nosso interior), que poucas pessoas conhecem ou enxergam e que não muda quando trocamos de roupa.
Vocês podem se dar conta que para se conhecer o outro “por dentro”, é necessário tempo e esforço, não havendo possibilidade de enganos, pois o relacionamento entre duas pessoas que se querem bem não pode se basear em dados falsos, sob pena de se tornar um relacionamento mentiroso, que não dura muito tempo, pois “a mentira tem pernas curtas”. Tempo para conhecer o outro com profundidade (pode vir a se tornar o pai/mãe de meus filhos!!) e esforço de se dar a conhecer (às vezes não gostamos do modo como somos!!)
Deixa o seu comentário.

domingo, 21 de junho de 2009

HISTORIAL DO INSTITUTO MÉDIO INDUSTRIAL DE BENGUELA




O Instituto Médio Industrial de Benguela (IMIB) sito em Benguela, limitada norte pela Av. Dr. António A. Neto, a sul pelo bairro da Cambanda, a este Escola do IIIº Nível Comandante Cassanje a oeste fica o Lar de estudantes do Ensino Médio (Ex-UNECA),ocupa uma área de 58.700m2
Foi fundada em 1958 sob a denominação de escola Industrial e Comercial Venâncio Deslandes; Os seus alunos então provenientes da Escola Cerveira Pereira. Ela, é uma das infraestruturas mais antigas da Província de Benguela, tendo sido construída na década dos anos 30 (1935), com objectivo de responder à demanda de Técnicos da altura.
Apôs a Independência, funcionou inicialmente como escola do ensino Secundário. Em l977, o Ministério da Educação cria um decreto à Direcção Nacional do Ensino Médio Técnico apenas com os cursos gerais e médios de Electricidade e Mecânica .
Em 1978, muda de nomenclatura para Instituto Médio de Mecânica Comandante Dangereux a seguir para Instituto Politécnico apartir de 1984/85, passou a ser Médio Industrial apartir de 1989/90.

sábado, 20 de junho de 2009

Daqui a pouco a gripe A chega em Angola Sexto caso de gripe A em Portugal


Foi confirmado um novo caso de infecção por vírus da gripe A (H1N1). No total, Portugal tem agora seis casos registados.
Um homem de 26 anos que regressou dia 14 de Junho dos Estados Unidos da América “está internado no Hospital Curry Cabral e a situação clínica é estável. Os contactos próximos deste indivíduo estão a ser identificados", refere o Ministério da Saúde numa nota hoje divulgada.
No documento é ainda referido que, para além de um caso, cuja investigação foi iniciada anteriormente, iniciou-se “a investigação laboratorial de mais dois casos, num total de três. Os resultados são esperados para o final do dia de hoje".
A notificação à Organização Mundial da Saúde desta alteração está a ser realizada nos termos previstos pelo Regulamento Sanitário Internacional. farta pouco para chegar em angola.
O Ministério da Saúde de Portugal considera que a existência de seis casos "não representa uma preocupação acrescida".
Quanto à situação dos cidadãos nacionais embarcados no navio Ocean Dream, o Ministério da Saúde afirma continuar a acompanhar a sua situação, estando em contacto com o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Termina IIIº Seminario Nacional de Formacão de Formadores de ONGs,Naçionas em CIP para a mudança de conportamento das Comunidade


Decorreu em Luanda, de15 á 19 de Junho de 2009, na sala de conferencias do INAC Instituto Nacional da Criança, o IIIº Seminário nacional de formacão de formadores em comunicação inter- pessoal para a mudança de corportamento nas comunidades que contou com a participação de trinta pessoas representates de ONGs, das provínçias de Benguela ,Luanda, Uíge, Kuanza sul, Namibe, Bengo e Kuando Kubango.
Durante os cinco dias de trabalho os participates partilharam esperiênçias e adquiriram conhecinentos sobre questões relativas a sexualidade, vulnerabridade, ifecções de trasmição sexual, estigma e digriminacão, aconcehamento e testagem voluntaria, comunicação, educação entre outros.
No final os patrticipantes cocluíram :
Que é preciso unificar as mesagens de preveção da Sida.
Que seminarios como esses são importantes para o fortalecimento da capassidade tecnicas de ONG,s nacionas .
- Que as ONGs,cotinuem a ser um inportante parceiro do governo na luta contra a epidemia .
#os participantes recomendaram o seguinte:
- Que se realize cada vez mas seminário do géneros para fortalecer as ONG,s nacionais.
-Que se imprementan planos nacionas de comunicaçao e informação para educação das mesagens relativas sobre o Sida .

Que o governo apoie iniciativas de ONG,s nacionais
Reporte: Florentino Calei

quarta-feira, 17 de junho de 2009

A minha viagem de trabalho (medaum-la um Carro ya?)


Luanda se diz a cidade capitar.

Aqui ficam as minhas dúvidas.
Pessoas cansadas antes de sair, porque em Luanda não se dormi vive-se acordado.
Falando do ambiente, manos digam vocês por mi. Com Benguela é muito diferente.
E as pessoas?
A arrogância das pessoas e vista nos céus olhos, e o medo de serem assaltadas e eu com medo ser assaltado Haaaa.
Lembrasse das palavras de dalai lama que os homens perdem tempo para juntar o dinheiro, depôs perdem o dinheiro para recuperar a saúde. É aqui na confusão.
Luanda?
Mas não deixa de ser uma cidade acolhedora, com longas filas de pessoas para apanhar o táxi, a tar da bicha onde a cena é, boa noite mano quem e o primeiro da fila.
Muito lixo em quase toda parte, não me digam que não andei …. Frutos das publicidades nas paredes também no chão sujam Luanda.
Florentino calei.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Lideres de ONG,s são Formados


Cerca de 17 organizações não governamentais do pais vindo das 7 províncias deste território nacional, beneficiam de uma formação de técnicas de comunicação inter – pessoal, a formação e uma organização da “ANASO” Rede de organizações angolanas de serviços na luta contra o VIH/Sida, com o apoio do fundo global.
Esta secção de formação está a decorrer desde o dia 15 do corrente mês, e só termina no dia 19 de Junho no instituto nacional da criança.
Espera-se que com esta secção de capacitação, reforçar e capacitar os líderes de ONGS de âmbito nacional na luta contra a sida.
Na acção formativa, os membros serão capacitados em matérias do VIH/Sida, formas de prevenção e a maneira mais correcta de intervenção e divulgação junto das comunidades.
Participam deste seminário trinta activistas de ONGs nacionais, entre coordenadores e supervisores de projectos e líderes comunitários, provenientes das províncias de Luanda, Benguela, Kwanza Sul, Uíge, Kuando Kubango e Namibe, e está a ser ministrado por especialistas nacionais.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Presidente russo faz visita oficial a Angola em Junho


O Presidente da Federação Russa, Dmitri Medvedev, realiza uma visita oficial a Angola no dia 26 de Junho e leva o relançamento das relações entre Luanda e Moscovo como tema principal de agenda, anunciou, esta sexta-feira, à Agência Lusa, uma fonte oficial.
A visita de Medvedev a Angola está a ser preparada há várias semanas.
O tema foi discutido com as autoridades de Moscovo pelo ministro das Relações Exteriores (Mirex) de Angola, Assunção dos Anjos, quando visitou a capital da Federação russa.
Os últimos passos preparatórios para a deslocação de Medvedev a Luanda foram dados durante a recente presença de um enviado especial do Chefe de Estado da Rússia a Luanda, Alexey Vassiliev, que se encontrou com as autoridades angolanas, incluindo o Presidente José Eduardo dos Santos.
O programa da visita de Medvedev a Luanda ainda não está totalmente definido, mas deve incluir a assinatura de acordos bilaterais de cooperação. Entre os quais um de promoção e protecção recíproca de investimentos.
As áreas da cooperação económica, técnico-científica e comercial para o período 2009-2013, da protecção recíproca de investimentos, do ensino superior, da formação de quadros e da hotelaria e turismo constam dos possíveis acordos a consolidar com a visita de Medvedev.
A presença de Medvedev em Luanda surge como consequência natural da intensificação das relações entre os dois países e, como define o protocolo, em resposta a uma visita do Presidente José Eduardo dos Santos à Rússia, em 2006.
O petróleo e os diamantes são os produtos que dominam as relações comerciais entre os dois países. A empresa russa Alrosa actua nas minas angolanas.
O primeiro acordo entre Moscovo e Luanda, denominado Tratado de Amizade e Cooperação, foi assinado em 1976. Trinta anos depois, o Chefe de Estado angolano visitou a Federação Russa.
Na altura, os dois países rubricaram dez acordos.
Entre os quais o memorando de compensação mútua entre a companhia Lukoil Overseas Holding e a Sonangol, o protocolo de cooperação entre a Companhia de acções Alrosa e a Endiama e o memorando de entendimento entre a Sonangol e a Gazprom.

Florentino calei

sábado, 13 de junho de 2009

A saída de Manuel da Silva “Manelito” na TPA foi aplaudida



Manuel da Silva que ocupava o cargo de Director de Informação da TPA deixou muitos funcionários deste órgão público “felizes da vida”. Segundo informações obtidas pelo NJ, a demissão em bloco da direcção já era desejo de muitos funcionários, por culpa de “comportamentos menos éticos de alguns directores”.
Quanto a Fernando Cunha, o exdirector-geral, trabalhadores da estação televisiva dizem que foi ele próprio que terá feito a sua “cama”, pois logo que foi nomeado começou “a admitir e a promover parentes e amigos, na sua maioria sem competência para os lugares indicados”.
Mas as mudanças na TPA também podem ter sido impulsionadas pela existência de um certo agastamento nos corredores do poder quanto ao desempenho da estação.
As críticas subiram de tom depois da entrada em cena do primeiro canal privado, a TV Zimbo, que nos últimos tempos, segundo é corrente na opinião pública, tem apresentado melhor qualidade informativa que a TPA.
Por outro lado, funcionários da Rádio Nacional de Angola (RNA) afirmaram que a saída de Eduardo Magalhães em nada alterará a situação lá dentro, uma vez que este “nunca teve poder.
“Quem manda na Rádio é o Rabelais e o Magalhães apenas fazia o que ele mandava”, atirou um quadro sénior deste órgão.

fonte-angola 24horas

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Jovem de 29 anos engravida menina de 11 anos e Familiares pedem soltura


Uma criança de 11 anos está grávida de um jovem, de 29 anos, na sequência de uma violação. Celestina Ernesto de Sousa, estudante da terceira classe, é órfã de pai e vive com a mãe que aceita a relação da filha.
Fernando Queta, residente no bairro Huambo, no Rocha Pinto, está preso na Comarca de Viana, mas a família da menina quer que ele seja libertado para poder casar com a filha.
A criança, segundo relato da própria, foi atraída a casa do agressor, cerca das 19h00, com a promessa de que ia dar-lhe o dinheiro de uma dívida que o jovem tinha para com a família de Celestina, que gere um pequeno negócio de venda de bebidas (cerveja e gasosa) em casa.
“Quando cheguei ao quintal, ele mandou-me entrar, fechou a porta e depois violou-me. No final, deu-me 50 kwanzas e disse-me que caso eu dissesse alguma coisa à minha mãe ele me mataria”, recorda a vítima com sinais de nervosismo.
O violador pediu-lhe, depois, que tomasse um comprimido para tirar a gravidez, quando Celestina confir-mou que estava grávida. “Os meus familiares querem que ele saia da cadeia, mas eu não quero porque o que fez comigo fará também com outras crianças”, advertiu.
Jorge Pedro, irmão da menina, explicou que o infractor é cliente da casa e tinha uma dívida. “Ele mandou a Celestina ir a casa dele buscar o dinheiro, fez o que fez e não pensou nas consequências”, diz.
Depois, Celestina guardou segredo e a mãe só descobriu quando a ameaçou com um pau de bater funge, para que explicasse o porquê do atraso da menstruação, contou o irmão.
Apesar de tudo, e depois de conhecerem a gravidez da menina, os familiares não denunciaram o caso à polícia. Queriam somente resolver as coisas à sua maneira. Pediram aos parentes de Fernando Queta seis grades de gasosa como forma de pagar a multa pela agressão da filha. Depois de terem levado as grades, chegaram a um consenso entre famílias que a menina tinha de ir viver para casa do jovem e posteriormente far-se-ia o ritual do pedido e a seguir o casamento.
Só que as coisas não correram como combinado. Após dois dias na casa do “futuro marido”, Celestina regressa a casa da mãe e explica que o infractor pediu que tirassem a gravidez. A mãe, de 35 anos e viúva, foi a casa do “futuro” genro com quem
teve uma discussão. Depois denunciou o caso às autoridades.
Mais tarde, Ana Maria, mãe da criança, arrependeu-se e voltou à esquadra para pedir a soltura de Queta, no sentido de ele assumir Celestina. “A minha filha é criança e órfã de pai.
Nesta altura, sou pai e mãe dela”, justificou.
Bibiliana, irmã mais nova do acusado de violação, relata a história ao contrário. Diz que Celestina é que foi ao encontro do irmão, mas, apesar disso, a família aceitou as condições impostas pela outra parte.
“Nós aceitámos e queríamos entregar a carta de pedido no mês de Agosto. O meu irmão não mandou tirar gravidez porque ela já dormia lá em casa”, insiste Bibiliana.

Florentino calei