domingo, 29 de agosto de 2010

Que Lobito teremos no futuro?

Depôs de tudo vejo !!!!!  a vadiarem pelas ruas em busca de mas um aniversário ali vão apagar mas uma vela no dia 2 de Setembro enquanto uns olham eles dançam na cadeira de roda.
  Lobito o homem de muitos lugares onde começamos  nos apertar cães de ruas de cadeira grande lá estão…
  
Por de trás destas imagens você pensa que é a cidade de Luanda mas não é a cidade do Lobito


E sempre assim neste últimos dias. Todas as manhas um engarrafamento terrível na estrada ascendente da Bela vista, um caos para os habitantes da zona alta da cidade

Nas vésperas de mas um aniversário um ponto de interrogação?

Cada vez mas a cidade do Lobito esta a virar aquela Luanda que nos colhêssemos, amigo falar e não fazer é muito difícil vamos fazer qualquer coisa manos vocês que estão sentado naquela cadeira de respeito.

Mas sim estamos a falar da cidade do Lobito que no próximo dia 2 de Setembro vai completar 97 anos e que dizem muitos vamos rumo ao centenário (100 anos). Amigos isto está cada vez mas longe muito longe de ser aquela cidade podemos dizer que estão acontecer algumas reparações mas precisamos de ver isto porque estamos a crescer reza a historia que lobito localiza-se na costa do Atlântico. Tem 3 648 km² e cerca de mais 805 mil habitantes. Limita a Norte com o município do Sumbe, a Este com o município do Bocoio, a Sul com o município de Benguela e a Oeste com o Oceano Atlântico.A origem da palavra vem do substantivo pitu, antecedida da partícula classificativa olu; assim teríamos OLU+PITU, a “porta, o passadiço, a passagem “ que as caravanas de carregadores, ao descer dos morros vindos do interior, percorreriam, antes de atingirem a “praça comercial” da Catumbela; com o uso continuado e o tempo, tal substantivo comum passaria a nome próprio, pelo que iria perder o O inicial, logo LUPITU que acabou por ser aportuguesado para Lobito. Amigos cada um pensa na porcaria que esta a ser a nossa cidade.

sábado, 28 de agosto de 2010

Minha indignação: Outra carta aberta ao Senhor PR de Angola - Fernando Vumby


 De  Fernando Vumby

Opinião
Sexta, 27 Agosto 2010 21:27
Alemanha - Senhor presidente da republica de Angola , quer antes de tudo expressar-lhe as minhas saudações patrióticas.
Fonte: F Vumby


Gostaria de poder continuar a trata-lo por Vossa Excelência , o que significaria reconhecer a sua excelência moral e também a grandeza de sua virtude. E só não o faço porque não reconheço no senhor autoridade moral , que mereça este tratamento e consideração de minha parte. Também porque não considero necessário utilizar pronomes de tratamento , para manifestar respeito pelo cargo público , que o senhor ocupa.
 Como já ouvi membros de seu governo dizer ; que Angola é um Estado moderno onde existe verdadeiramente justiça e o poder é correcto. Sendo assim , não tenho que temer a arbitrariedade e espero que este tratamento não enfrente nenhuma barreira. Por isso , dispenso também , as formas fantasiosas e ultrapassadas de tratamento com origem nos círculos da tirania do direito divino e nos meios oficiais corruptos.

 Quem lhe escreve é Fernando Vumby , um simples cidadão , com mais de 50 anos de idade trabalhando desde algum tempo , para algumas instituições cívicas internacional , como activista.
 Sinto-me revoltado com as roubalheira no nosso país , aumento da corrupção apesar do senhor ter decretado uma dita cuja , tolerância zero contra ela , e desmandos praticados pelo governo liderado pelo senhor.

 Não sou filiado á nenhum partido político , acredito no projecto do BD para com Angola , e se um dia poder votar , apesar do voto ser secreto , quer dizer publicamente , que votarei neles.

 Sou membro de alguns fóruns cívicos e sem qualquer pretensões a qualquer cargo público em Angola que abandonei á quase 30 anos. Como cidadão angolano orgulhoso , sinto-me por vezes envergonhado e indignado por perceber que nosso país , não oferece aos seus filhos um lugar decente para vivermos.
E por ver meu país ter um governo e aliados tão desonestos , sem escrúpulos , mentirosos e dos piores corruptos que existem , quem sabe neste planeta ?
 Tomei a amabilidade como cidadão angolano , pelo direito que me cabe na lei constitucional escrever-lhe , fazendo sentir as minhas preocupações , que julgo ser as da maioria dos angolanos.
 Tenho a certeza que , como conhecedor dos métodos praticados por algumas pessoas chefiadas pelo senhor.
 Ao escrever-lhe esta carta ,estou a meter em risco a minha integridade física e quem sabe ,minha própria vida e de meus familiares residentes em Angola. Mas como não sou nenhum covarde , não aceito e nem me submeto á nenhum governo corrupto seja ele qual for .
 enhor presidente ; tenho a certa absoluta que outros milhões de angolanos , gostariam de lhe dizer a mesma coisa , se o senhor um dia desse essa oportunidade e ouvisse seus apelos. Uma presidência , que é apontada como o epicentro da corrupção e não prova o contrário , rebaixando-se , aos níveis mais baixos jamais vistos.
 Não pode merecer o meu respeito e nem de qualquer outro cidadão de bem deste país. Um presidente que mexe , remexe e manobra a lei quando lhe apetece , desrespeitando desta forma os eleitores que no seu partido votaram. Não pode de igual modo esperar por respeito. Um presidente que cujo partido não mostra sinais de democratização e aberturas para um dialogo construtivo com seus compatriotas , tomando de assalto a máquina pública com o mero e único objectivo de perpetuação no poder. Como pode merecer respeito e admiração ?
 Um presidente que passou mais de 30 anos se vendendo como o paradigma da moralidade e da ética , permitindo seus filhos se apoderarem das riquezas do país para interesses pessoais. Nunca merecerá respeito de um cidadão minimamente consciente e dono das suas faculdades mentais.

Um presidente que oferece milhões de dólares á países como Guine-Bissau , para sair da crise em que se encontra , apoia círculos do governo Santomense na perspectiva de ver singrar um regime obediente ás suas ordens.

 Enquanto várias províncias do país necessitam de apoio financeiro para resolver seus problemas e seus comandados criam dificuldades por serem talvez , regiões de grande afluxo da oposição.Um presidente que nunca é visto no meio do seu povo dando uma palavra de conforto ou de coragem , quando as catástrofes naturais habituais , arrasam seus bens e provoca tantas mortes.
 Senhor presidente , levante sua cabeça e veja que há falta de escolas , prisões para os corruptos , condições dignas de trabalho , na área da saúde é um caos , onde até nem temos um lugar digno para morrer na nossa terra.


 A segurança é outra desgraça , os tráficos de influencias , drogas , seres humanos nunca se expandiu tanto como nos dias de hoje.
 Senhor presidente , nunca o vi condenar qualquer regime ditatorial , antes pelo contrário é amigo de quase todos incluindo aqueles condenados internacionalmente.
 Senhor presidente de forma cínica e desumana , o seu governo não votou na ONU a favor da condenação do genocídio praticado no Sudão , que matou mais de 310.000 sudaneses em Darfur.
 Senhor presidente por favor deixa de amordaçar a constituição , o Legislativo , o judiciário e a imprensa privada se quiser merecer respeito e admiração de todos os angolanos.
 Senhor presidente , não lhe peço desculpas , por que o que digo é verdade
O Senhor e seus camaradas corruptos , estão a transformar Angola numa republiqueta de vagabundos , assaltantes de bancos , em vez de uma país em que a ética, a honestidade , o respeito á honra das pessoas e o amor á pátria , á verdade e á liberdade sejam os alicerces em que deve sustentar a grande nação que todos nós desejamos.
 Senhor presidente procure conversar com o povo e perceberá que o angolano hoje está perdendo sua dignidade.Não baste que os angolanos tenham peixe frito todos dias , ou fungi com feijão.
 Eles precisam também de um alimento para sua alma , seu espírito , para que possam realmente ter consciência de civismo , de patriotismo e de nacionalidade .
 E este alimento é a dignidade , moralidade e bons exemplos vindo de seus governantes. Sem mais de momento aceite o meu abraço patriótico senhor presidente José Eduardo dos Santos .

 *Fernando Vumby

 Fórum Livre Opinião & Justica
Saudações patrióticas ---( Forum Livre Opinião & Justiça






quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Governo quer controlar infecção do VIH-SIDA

A directora do Centro Nacional de Luta Contra Sida, Dulcelina Serrano (na foto), disse que o plano estratégico do Governo tem como resultado controlar a infecção do VIH-SIDA.
Falando à imprensa, momentos da reunião da Comissão Nacional de Luta Contra o HIV/SIDA e Grandes Endemias e o Vice – Presidente da República, a responsável fez saber que o mesmo (plano), ressaltou, está estruturado em quatro áreas temáticas, sendo prevenção, tratamento e cuidados, monitoria e avaliação e reforço de sistemas.
De acordo com Dulcelina Serrano, este plano estratégico do Governo, destinado para 2011/2014, está orçado em 235 milhões de dólares norte-americanos.

fonte - TPA

terça-feira, 24 de agosto de 2010

vidas.....


por vezes a lareira

que se acende nos dedos
como achas de madeira
na união das nossas vidas
é o fogo mais intrínseco
que dá à chama aberta
a tal capacidade
de habilitar a cinza


por la pasei...............





Huambo 2010

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Peça teatral O Prègo chega ao Cubal

 
Cubal recebe neste sabado 21 de Agosto de 2010 o Grèmio de artes Elongiso para uma actividade noite cultural com Teatro, Mùsica, dança. Com participaçcão especial de Vanussa, Guy, Mariane e outros. Actividade esta marcada para as 19 horas no centro recreativo do cubal . A actividade está enquadrada no “ Projecto Caça Taléntos – 2010”, que é uma inciativa do Grémio de Artes Elongiso com o apoio da A.J.S - Associação Juvenil para a Solidariedade que, visa promover a cultura nacional através da descoberta de novos valores no mundo do Teatro, Música, Poema, dança, Moda e outras artes.
Agradeçimentos vão Administracão munucipal do Cubal a seccão municipal da cultura e pessoas singulares  como o Irozo e outros.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

EUA bloqueiam contas da ANIP e da Embaixada angolana em Washington


O Departamento do Tesouro do governo norte americano iniciou um processo que o levará a encerrar as contas bancárias da Agência Nacional de Investimento (ANIP) e da Embaixada angolana em Washington, no próximo dia 9 de Outubro, caso as autoridades angolanas não esclareçam as solicitações que lhe foram endereçadas, a cerca de duvidosas transferências monetárias em bancos americanos.

Fonte: Club-k.net

Luanda ignora Departamento do Tesouro

A medida do governo norte americano é associada a transações monetárias “pouco claras” efectuadas pelas autoridades angolanas cujo ponto de hibernação envolve o caso de um ex-governador do BNA, Aguinaldo Jaime, que em 2002 tentou transferir 50 milhões de dólares, de uma conta do BNA no Citibank em Londres para uma conta de um amigo togolês residente na Califórnia.

Não obstante, o caso ter sido alvo de discussão no senado norte-americano, o governo americano instou as autoridades angolanas a explicar os motivos e os propósitos das transferências. De acordo com o que o Club-k.net, apurou, Luanda não respondeu e o Departamento do Tesouro iniciou o processo de encerramento da conta da ANIP, no Citibank e a da missão diplomática angolana no banco HSBC.

Ambas a instituições (Embaixada e ANIP) foram informadas por cartas pelo que se desconhece a reacção das mesmas. Há conhecimento de que o Gabinete do DG do Serviço de Inteligência Externa de Angola, Oliveira Sango teria conhecimento de dados mas que carecem de elementos de precisão.

De lembrar que num relatório de sete páginas, datado de 18 de Março, a que o Club-k.net, teve acesso, o Departamento do Tesouro reclama que Angola não esta a comprometer-se com as normas do corpo de branqueamento de capitais e luta contra o financiamento do terrorismo, vulgo AML/CFT (Anti-money laundering and combating the financing of terrorism). O documento informa que o governo angolano não tem respondido aos pedidos do Grupo de Acção Financeira, vulgo The Financial Action Task Force – FATF que é o padrão global para definição do corpo de branqueamento de capitais e luta contra o financiamento do terrorismo.
Há cerca de 6 anos atrás, o Banco HSBC já havia reclamado a cerca de transferências de “altas” somas não declaradas que entravam na conta da embaixada de Angola em Washington. As reclamações do HSBC coincidiam, numa altura em que o então Director dos Serviços de Inteligência Externa, Fernando Miala teria ordenado a transferência de valores a conta da embaixada que seriam, posteriormente canalizadas em beneficio de José Paulino dos Santos “Zedu”, filho do PR angolano.

Imagem de Angola afectada com denuncias de corrupção ~

A imagem de Angola no exterior tem sido prejudicada com o crescente registro de caso de corrupção. A Transparency International coloca Angola como 19 dos países mais corruptos do Mundo. Na semana passado saiu no principal jornal da Noruega (Aftenposten), e no da Bélgica (Dewereldmorgen), noticias baseadas num relatório de autoria do jornalista Rafael Marques denunciado casos de corrupção e trafico de influencia envolvendo figuras do gabinete do Presidente José Eduardo dos Santos.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Angola condena sem provas três activistas de organização pacifista cabindesa


Estavam vinculados a umha organização pro-direitos humanos. Human Rights Watch acha que a sentência tenciona "silenciar" as vozes críticas contra o Estado Angolano.


Após oito meses presos, três activistas de Cabinda e um ex-polícia têm sido condenados a diferentes penas de prisão por parte de um tribunal angolano, acusados de terem participado no ataque contra a selecção de Togo durante a celebração da Copa da África de Futebol. São Raúl Tati, padre católico; Francisco Luemba, advogado; e Belchior Lanso Tati, professor universitário.

Os três condenados tinham estado vinculados com a principal organização pelos direitos humanos de Cabinda, Mpalabanda, que Angola baniu sob a acusação de seguir actividades separatistas.

A organização em defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) acha que as condenas dos três activistas e do ex-polícia –que vão dos três aos seis anos de prisão- tencionam "silenciar as críticas" em Cabinda e afirma que não há nenhuma prova para condenar os quatro homens. Ainda, HRW lembra que o ataque contra os futebolistas do Togo foi reivindicado pela Frente de Libertação do Enclave de Cabinda, e que os condenados não têm relação nenhuma com esta organização.

Também critica a sentência a Amnistia Internacional, organização que acha Raúl Tati e Francisco Luemba "presos de consciência" pelo seu compromisso com a procura de uma solução negociada e pacífica ao conflito de Cabinda. A entidade afirma que a legislação angolana em matéria de segurança estatal permite condenar de jeito arbitrário pessoas que não têm cometido nenhum crime.

Cabinda é um território separado fisicamente de Angola por uma faixa da República Democrática do Congo. O enclave, rico em petróleo, reclama independência, mas Angola nega que tenha direito a se separar.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Estratégias de combate à Sida fracassaram e muito dinheiro foi despendido

Dados da Organização das Nações Unidas para o Combate ao Sida (ONUSIDA) revelam que de algum tempo a esta parte, o número de criança vivendo com o vírus do HIV aumentou oito vezes no mundo, desde 1990.

Aponta-se que em todo o mundo, de 2000 a princípios de 2007, dois milhões de crianças viviam infectados pelo flagelo. Deste universo, 90 por cento de crianças pertencem à região da África sub-sahariana.

Enquanto isso, o relatório da ONUSIDA, intitulado "verdades que perturbam, enfrentando os factos sobre a criança, Sida e pobreza", documenta que ainda em 2007, mais 370 mil novas crianças foram infectadas pelo HIV. De 2000 até 2007, 270 mil crianças tinham morrido.

A ONUSIDA manifesta-se preocupada com o facto de ter havido tantos esforços de governos e organizações não governamentais nos países onde o vírus da Sida continua a ceifar vidas humanas, mas que fracassaram ao longo desses anos todos.

Perante a situação, a organização diz que as entidades que lidam com assuntos da Sida e seus parceiros fracassaram devido a alguns equívocos na implementação de algumas estratégias, pois as necessidades foram e têm sido maiores que a capacidade de resposta à doença. "Esforços bem intencionados, mas mal orientados, drenaram recursos que poderiam ter sido investidos em abordagens mais eficazes", vaticina o relatório.

Peter Bell e Agnès Binagwaho, na qualidade de redactores do "Relatório Final da Iniciativa Conjunta de Estudo sobre HIV/SIDA a Criança (JLICA), no mundo", afirmam que "a resposta para as crianças afectadas por HIV/Sida continua aquém daquela que deveria ter sido alcançada. Há que haver uma mudança radical na abordagem de questões da Sida e que estenda o apoio e os serviços a todas as crianças necessitadas. E construir-se programas e políticas que apoiem as famílias e redes comunitárias no amparo dessas crianças".

Aqueles redactores afirmam que essa situação faz com que, actualmente, "as famílias e as comunidade pobres continuem a arcar com aproximadamente 90 porcento do custo financeiro da resposta ao impacto do HIV/Sida nas crianças".

Todavia, segundo o relatório uma lição foi aprendida ao longo dos anos: a necessidade de se empoderar as famílias já que, de acordo com os pesquisadores, a existência de "famílias fortes e capazes deve ser a base de qualquer resposta a longo prazo para a criança afectada pela Sida" quando "as famílias vivendo em áreas duramente atingidas enfrentam hoje uma erosão na sua capacidade de adaptação devido ao impacto da Sida, da pobreza e da insegurança alimentar – três principais inimigos do desenvolvimento integral".

Num outro desenvolvimento, o relatório refere que apesar dos números assustadores reportados, "as taxas de prevalência de HIV estão se estabilizando e iniciaram mesmo a diminuir em países duramente afectados". Contudo, os pesquisadores apontam a necessidade de o mundo permanecer cauteloso, pois a epidemia está longe de ser vencida. "O sentimento de uma crise aguda está a revelar-se um fenómeno de longo curso que testará a capacidade de superação de comunidades e de governos nas próximas décadas", refere o relatório que estamos a citar.

Caso contrário, no futuro "muitas outras gerações crescerão com o HIV/Sida. A solução primordial e peremptória é a prevenção combativa. O acesso universal a serviços e apoio contra o HIV/Sida deve ser combinado com a agenda de protecção social para se enfrentar os efeitos da epidemia".

No capítulo de financiamento às políticas da Sida, o grupo considera, entre vários aspectos, que "a instabilidade financeira também pode afectar o fluxo de recursos para a saúde e desenvolvimento de acções mais determinadas".

domingo, 8 de agosto de 2010

Preparando a III Guerra Mundial (I)

A humanidade está em uma encruzilhada perigosa. Os preparativos de guerra para atacar o Irã estão em “um estado avançado de preparação”. Sistemas de alta tecnologia, incluindo as armas nucleares, estão totalmente empregadas.


Esta aventura militar esteve no tabuleiro do Pentágono desde meados da década de 1990. Primeiro o Iraque, logo o Irã, segundo documentos desclassificados de 1995 do Comando Central dos EUA.

A escalada é parte da agenda militar. Enquanto que o Irã é o próximo objetivo junto com a Síria e o Líbano, este desenvolvimento militar estratégico também ameaça a Coreia do Norte, China e Rússia.

Desde 2006, os EUA e seus aliados, incluídos os interlocutores dos Estados Unidos na OTAN e Israel, estiveram envolvidos no amplo desenvolvimento e armazenamento dos sistemas de armas avançadas.

Os sistemas de defesa aérea dos EUA, dos países membros da OTAN e de Israel, estão totalmente integrados.

Trata-se de uma tarefa coordenada pelo Pentágono, a OTAN, a Força de Defesa de Israel (FID), com participação ativa de militares de vários países da OTAN e não-sócios, incluindo os estados árabes de primeira linha (os membros da OTAN do Diálogo Mediterrâneo e a Iniciativa de Cooperação de Istambul), Arábia Saudita, Japão, Coreia do Sul, Índia, Indonésia, Singapura, Austrália, entre outros. (A OTAN é composta de 28 estados membros). Outros 21 países são membros do Conselho da Aliança Euro-Atlântica (EAPC); o Diálogo Mediterrâneo e a Iniciativa de Cooperação de Istambul conta com dez países árabes e Israel.
 fonte - diario da liberdade

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

VEM, AMOR



vem, amor
vem
sob o braço prateado da noite de luar
ouvir o eco da morte e da vida
e ecoar
nossa grandeza

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

EM BUSCA DA FLOR, ALÉM

Porque procuras o Sol

no infinito
irei contigo às estrelas
à procura do Sol
Porque sentes o aroma da flor
no cimo da montanha
irei contigo além
em busca da flor
Porque vives na noite
de um dia para nascer
esperarei contigo
pela vinda da aurora
Porque morres sozinho
sonhando
viverei contigo
na morte pela vida

Poema de:
DOMINGOS FLORENTINO

Pseudônimo de Marcolino Moco. Nasceu na província de Huambo, planalto central, na localidade de Chitue, antiga Vila Flor, a 19/07/53. Descende de uma importante linhagem de chefes tradicionais. Licenciado em Direito (Luanda). Foi Governador de Província, Bié e Huambo, Ministro da Juventude e Desportos, Secretário-Geral do MPLA, Primeiro-Ministro e Presidente da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.