segunda-feira, 26 de novembro de 2012

O Medo do Aborrecimento

O Medo do Aborrecimento O género de aborrecimento de que sofre a população das cidades modernas está intimamente ligado à sua separação da vida da Terra. Essa separação torna o seu viver ardente, poeirento e ansioso, tal como uma peregrinação no deserto. Nos que são suficientemente ricos para escolher o seu género de vida, o estigma peculiar de insuportável aborrecimento que os distingue é devido, por muito paradoxal que isso possa parecer, ao seu medo do aborrecimento. Ao fugirem do aborrecimento que é fecundo, são vítimas de outro de natureza pior. Uma vida feliz deve ser, em grande medida, uma vida tranquila, pois só numa atmosfera calma pode existir o verdadeiro prazer. Bertrand Russell, in "A Conquista da Felicidade"

1 comentário:

Laudy disse...

Bela matéria, e interessante ponto apontado pelo autor... Particularmente eu dou tudo por um bom dia calmo, debaixo da mangueira da minha casa, descansando no colchão, ou escrevendo qualquer bobagem como insisto em fazer desde então...É surpreendente como muitas pessoas acabam entrando quase que num transe emocional quando na verdade o objectivo era sair, talvez pelo meio utilizado ou coisa assim...


- descobri teu blog numa das minhas muitas buscas online, e achei interessantíssimo, parabéns querido por tão bem usar a arte de informar.

Abraços!