terça-feira, 26 de julho de 2011

Grupos angolanos entram em cena no FESTLIP 2011

Os representantes angolanos ao Festival de Teatro da CPLP FESTLIP 2011, que decorre desde quarta-feira última, no Rio de Janeiro, Brasil, começaram já a dar o ar da sua graça no referido evento.


Ontem, o Elinga Teatro levou à cena, na Sala Multiuso do Espaço SESC, a peça “O Armário e a Cama”, última obra deste reconhecido grupo e que estreou este ano em Luanda.

Trata-se de uma peça dirigida por Rogério de Carvalho que, segundo a sinopse, narra a história de um triângulo amoroso “onde nada é o que parece, explorando conflitos entre casais e os seus melhores amigos”.

“Uma comédia sobre os equívocos do amor e da amizade”, como diz o texto, escrita pelo dramaturgo José Mena Abrantes que é igualmente director do Elinga. A peça que tem duração de uma hora e 15 minutos é interpretada pelos actores Anabela Vandiane, Vírgula Capomba, Adorado Mara, Cláudia Mazolelua e Nelson Odalisca.

“O Armário e a Cama” volta a ser apresentada hoje, no mesmo palco, assim como a 30 e 31 de Julho, os dois últimos dias desta que é a quarta edição do FESTLIP.

Quanto ao Henrique Artes, o segundo representante de Angola no evento que teve início anteontem, o grupo estreia-se já amanhã, no SESC Tijuca, com uma das suas obras de maior referência, “Hotel Komarka”.

A peça, segundo a sinopse, narra a história de sete detidos que vivem emoções e paixões dentro de uma cela onde o medo e a coragem pela sobrevivência andam de mãos dadas.

Conscientes das dificuldades, os detidos lutam para, a todo o custo, se evadirem da cadeia, não temendo, portanto, a réplica e o aparato de segurança.

Escrita e dirigida por Flávio Ferrão, responsável do grupo, “Hotel Komarka” que foi criada em 2008 é uma peça já conhecida de muitos brasileiros que tiveram a oportunidade de assistir a exibição do Henrique Artes em 2010, na Amostra Latina de Teatro de Grupo, realizada em Abril, no São Paulo.

A peça que apresenta como actores Silvio Emerson, Adilson Vunge, Benjamim Ferrão, José Maria, Raul Lourenço, Samuel Viegas, Ailton Silveiro, Naed Branco, Suelma Mario, tem duração de uma hora e 30 minutos. A mesma volta à cena domingo, dia 24, e quinta-feira próxima, dia 28 de Julho.

O FESTLIP, realizado pela Talu Produções e que este ano vai já na sua quarta edição conta ainda com a participação dos grupos Sikinada Companhia de Teatro, Companhia de Teatro Solaris e Raiz di Polon (de Cabo Verde), Kuvona Moçambique, Lareira e Companhia de Teatro Kudumba (de Moçambique), Peripécia Teatro e Mundo Improviso (de Portugal), bem como o grupo ABRAPALABRA Creacións Escénicas, da Galícia, região do Norte de Espanha, convidada no âmbito do lema do Festival para este ano Amigos da Língua Portuguesa.

Para além destes, participam grupos locais como o Centro de Teatro do Oprimido e Íntima Cia de Teatro, ambos sedeados no Rio de Janeiro.

De referir que, tal como aconteceu nas edições passadas, o Festival vai homenagear um grupo e, para este ano, o reconhecimento recai para o grupo cabo-verdiano Raiz di Polon que recebe assim o trofeu FESTLIP 2011 pelo seu contributo ao teatro que já leva 20 anos.

O evento que termina dia 31 de Julho (domingo da próxima semana) está a decorrer no Teatro Carlos Gomes, Espaço SESC, SESC Tijuca, SESC Rio Casa da Gávea, Teatro Ziembinski e Caixa Cultural – Teatro Nelson Rodrigues.



Vladimir Prata

26 de Julho de 2011

2 comentários:

Miss Flor Crochê disse...

ola , vendo lindos peças em croche .
visite meu blog e fique por dentro das novidades
abraços,vania
ACESSE
WWWW.MISSFLORCROCHE.BLOGSPOT.COM

Emanuele Sanuto disse...

Olá, Sou Emanuele Sanuto produtora cultural. Trabalhei no FESTLIP 2011 como produtora de espaço (Sesc Tijuca)Tive a oportunidade de Assistir as Peças do Grupo SIKINADA e Henrique Artes, fiquei muito feliz de ver o trabalho maravilhoso que os grupos fizeram, ótimo espetáculo! Em particular, O Grupo Henrique Artes ganharam o troféu de melhor grupo Revelação do FESTLIP 2011 trazendo o espetáculo "Hote Komarca", que traduz com humor uma triste realidade que não acontece somente em Angola, mas aqui no Brasil tbm, acho válido registrar esta informação em seu Blog. Na volta do grupo a Angola, este prêmio e o Grupo foram divulgados na impresa Angolana através de entrevistas. Merecido reconhecimento.

Sem mais
Emanuele Sanuto
E-mail: emanuelecristina@gmail.com