segunda-feira, 2 de agosto de 2010

EM BUSCA DA FLOR, ALÉM

Porque procuras o Sol

no infinito
irei contigo às estrelas
à procura do Sol
Porque sentes o aroma da flor
no cimo da montanha
irei contigo além
em busca da flor
Porque vives na noite
de um dia para nascer
esperarei contigo
pela vinda da aurora
Porque morres sozinho
sonhando
viverei contigo
na morte pela vida

Poema de:
DOMINGOS FLORENTINO

Pseudônimo de Marcolino Moco. Nasceu na província de Huambo, planalto central, na localidade de Chitue, antiga Vila Flor, a 19/07/53. Descende de uma importante linhagem de chefes tradicionais. Licenciado em Direito (Luanda). Foi Governador de Província, Bié e Huambo, Ministro da Juventude e Desportos, Secretário-Geral do MPLA, Primeiro-Ministro e Presidente da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.





9 comentários:

Luciana Klopper disse...

Eu amo o sol, lindo seu post!

VASCODAGAMA disse...

Amo passar por aqui
Obrigada pelo comentário no m/blog
Beijo da Portuguesa

HSLO disse...

Lindo poema...boa escolha.

abraços

de luz e paz

Hugo

Sandra Botelho disse...

E essa flor tenho certeza que se chama liberdade...
Belo poema querido. Bjos achocolatados

Kimbanda disse...

É muita esperança de chegar lá...
É acreditar que é possível com empenho.
Muita emoção e expectativa.
Não conhecia. Gostei muito!
kandandos

Fatima disse...

Lindo poema!
Gostei muito.
Bjs.

Rosane Marega disse...

Lindo! Lindo!
Beijos em teu coração.

poetaeusou . . . disse...

*
um belo poema !
,
abraço,
,
*

garoto cientista disse...

Belo poema, não conhecia este poeta. Abraços, ótima semana.